Lisboa... sem plágios!

Cidade com sete colinas

Que cantas o fado ao anoitecer

A muitos poetas ensinas

A verdadeira forma de escrever

 

Cravada a pedras da calçada

Casaste com o Tejo junto à foz

Tu que nunca estarás calada

Alguém te dará sempre voz

 

Dizem eles lá no norte

Cidade moura de confusão

Tomara eles terem a sorte

De sentir esta paixão

 

De ti todos falam

Até aqueles que não te conhecem

Mas em teus braços embalam

E os que passam não te esquecem

 

Sou Lisboeta apaixonado

Desta cidade onde nasci

Eternamente enamorado

Desta cidade onde eu cresci

 

(Dedico estes versos a Rogério Martins Simões pelas desculpas trocadas e por amar tanto a mesma cidade que eu)

P.S. Tanto o texto como a foto são da minha autoria.

5 Desabafos:

Avassaladora disse...

Amigo, que linda ode a sua ciade!
Que maneira linda de cantar sua terra!

Quantos aos problemas de plágio, não ficque triste, está muito bem explicado...
E realmente essa internet é terra de ninguém!
Nada mais naturaol que dar os créditosd quando esses são solicitados, mas nada de ficar "encucado" com isso!

Vc foi corretíssimo ao colocar 'Autor desconhecido", já que não encontrou o autor na página onde retirou o poema...

Continue poetando, estarei sempre aqui..


Beijos avassaladores!

Paula Raposo disse...

Gostei de te ler! Beijos.

sagitario disse...

lisboa é linda e pena é que as sete colinas estejam a aparecer com os novos prédios, mas a paisagem com o tejo por fundo continua a apaixonar-nos.

Gostei do seu poema que dedica à nossa Lisboa, realmente só conseguimos amar aquilo que conhecemos, como é o seu caso, o meu e de tantos outros

sonhos/pesadelos disse...

cresci em Lisboa e tão pouco conheci dela....apesar de não ser minha é como se fosse!
lindo,como sempre Moonwisher
bjs endiabrados

Roberta Albano disse...

Linda cidade =D
eu tbm aprecio a minha, mas ela naoé tão grandiosa!