Não me punas...


Tive um amor… um amor estranho
Guardei-me nesse sentimento clausivo
Fechei-me como se não tivesse mais tamanho
Perdi-me de mim e já nem sei se vivo.

Se vivo não amo a quem conheço
e choro o choro mais inacabado
Mas de tudo o que mais padeço,
é dos momentos que me iludi em ser amado.

Amei-te verdadeiramente… foi o que fiz
e agora, com feridas e o peito já fechado
sou coração magoado, que busca em ser feliz.

Não me punas, amei porque me encantou
Não foi culpa minha, os meus olhos assim o quiseram 
o que fizeste muito me magoou
mas eu sei que foram os meus que te amaram.

(Relembro de que alguns textos não refletem o meu estado presente)

7 Desabafos:

sonhos/pesadelos disse...

assim como os meus, os quais nunca têm rascunhos, são escritos directamente no pc, nem sempre são fieis ao que sinto,apenas devaneios.
mais um texto espectacular Moonwisher, adorei!
bjs endiabrados

Anjo Negro disse...

Usei essa imagem durante uns 2 anos no meu telele, mas invertida ...

"Chorar" um amor passado, é normal, todos os temos ...
Lembrar o que se passou faz com que olhemos o futuro com outros olhos ...
E em muitos casos, de facto, são olhos que prendem ...

COMO SEMPRE É BOM DEMAIS LER-TE ...

Beijos Anjo Negro

Milésimo disse...

Aqueles que sentem o que escrevem, que transpiram talento ao seu modo e dão algo sem pedir retorno, são para mim pessoas especiais independentemente do sexo, da idade e extrato social.
São pessoas que dão muito na escrita o que certamente não fugirá muito da realidade.
Este Poema é a prova disso.
Como fizeste anos recentemente e se me permites vou adicionar-te no meu blog e passarei a ser teu seguidor no bom sentido.
E é com muita honra.

Um Abraço

maria disse...

É BOM SABER QUE JÁ É PASSADO...FORÇA, VAIS NO BOM CAMINHO.
UMA BOA SEMANA
MARIA

izzie disse...

Fantástico, meu amigo.
Reflictam presente ou não... são palavras tuas... em que te podemos sentir.
Porque hoje foi dia de "rebentar"... mais que o habitual... adorei... mas aquele "adorar" diferente :)

Beijo,

XS disse...

Embora não reflicta o presente, não deixa de ser lindo!

Espelho meu disse...

(In)felizmente o passado consegue ter sempre espaço no presente, e mesmo que não tenha sido cumprido o objectivo, este sentir é belo demais...

Grande poema migo!
Tás a passar-me a milhas! LOL :D

Beijocas*