Escrevo...



Porque escrevo?
Escrevo porque os meus lábios secaram
de tanto por ti chamar
e os meus olhos choraram
quando por ti procuraram
na ansia de te amar

porque me sinto livre
no meu pequeno mundo
no qual estás presente
a cada segundo

Mundo esse
meu refúgio do real
cume do sereno
onde liberdade  é total

Houve tempos
em que fui o único habitante
passando a ser tu e eu
acabando por sermos nós
um sonho  unido
tua ausência porém
deixa-me perdido
cheio de saudade

Volto a escrever…
mas agora com o coração
devido à saudade
porque todos os minutos são
uma eternidade...

11 Desabafos:

PALAVRAS AO VENTO disse...

O ETERNO DO AMOR, FOI O ONTEM QUE ME ESCAPOU.
UM BRINDE AO NOSSO PRESENTE!!!
BJS
ETERNAMENTE GRATA

Alguém disse...

Que lindo! :)
Escreve, sim, com saudade ou clamor... gostei do poema :)

beijinho

maria disse...

HÁ coisas que quando lemos reconhecemos como sendo nossas, apesar de não serem .....LINDO poema....

Hell disse...

Gostei muito dessa poesia... o modo como transmite o sentimento... coisa que eu não consigo fazer...
Muito boa mesmo... acaba de conseguir mais um seguidor para o seu blog!
^^

Abraços!!

Roberta Albano disse...

Que doce!

muito bonita a poesia
:)
Parabéns

SunRise <3 disse...

Adorei a poesia :)
Realmente escrever serve de conforto á alma nos momentos menos bons, nos mommentos em que a saudade aperta ! Continua a escrever .. Gostei muitoo do poemaa !

Beijinho^^

Sofia disse...

Meu querido Amigo, as tuas palavras estão sempre em sintonia com o que sinto. Estas tuas palavras são de um belo olhar. E isso meu querido, eu não quero deixar de ler. Porque me faz bem, porque me faz sorrir, porque me faz sonhar!
Tal como tu amo. Tal como tu sonho em voltar a ter quem amo. Não desistas... porque toda a gente tem necessidade de ser amada e a vida acaba sempre por nos levar a um ponto em que procuramos quem nos ama... essa será a tua oportunidade. Esse teu alguém, um dia, irá ter saudades do teu amor, do teu carinho e sei que estarás pronto para lhe dar todo o amor que descreves nas tuas palavras.
Não desistas nunca. E por nós que lemos e nos deliciamos com as tuas palavras...não deixes de escrever!
Bjinhos

Vanessa disse...

Olá menino das doces palavras. Adorei este Post.
Sempre digo que gostaria de ter nascido no tempo em que se escreviam textos de amor.
Já imaginei-me a receber palavras assim, do meu amor, iria beija-lo tanto.
Essa tua ternura é nata e encanta. Continua na mesma sintonia, porque devemos ser fiéis à nossa alma.
Logo que entrei neste blog senti um arrepio na espinha porque dei de caras com músicas e poemas lindos.
É preciso ter e sentir um amor imenso para escrever, ou para ler e sentir como teu.
Volta sempre a escrever...porque voltarei sempre para te ler.

Moonwisher disse...

Olá a todos.
Quero deixar aqui o meu agradecimento a todos pelas palavras de carinho aqui deixadas.
Para além de "guardar" no coração todas as mulheres que passaram pela minha vida, guardo também aquelas que me dão palavras de conforto, de amizade como as vossas.
Existe umas que conheço à algum tempo e pessoamente..."velhas amizades" outras que embora não conheça pessoalmente tenho criado uma amizade tal que é como se estivessem sempre presentes na minha vida e com quem tenho conversado muito, com quem tenho trocado confidências, com quem me tem apoiado para além do que era esperado e quem me tem feito tao bem ao coração e à mente (Srª Doutora). ; ) A todos voces um muito obrigado por tudo.

Pinto disse...

Muito fixe.

Muito boa poesia.

Abraço

Saara Senna disse...

OLá.
Escreva mesmo, expresse seus sentimentos de forma poética... quando fazemos isso é como se estivéssemos chorando, faz bem pra alma, ainda mais quando se trata de uma pessoa tão inspirada como você.
Gostei do que li. Parabéns!

Grande beijo :)